Breaking

Leave The World Behind – Crítica

Review / 21/04/2014

Confira nossa opinião sobre “Leave The World Behind”, documentário que mostra os últimos dias do aclamado grupo de House Music Swedish House Mafia.

 

Leave The World Behind é um documentário onde mostra os últimos passos feito pelo trio Swedish House Mafia em sua turnê mundial intitulada de One Last Tour, o longa tem uma hora e meia de duração e é dirigido pelo Christian Larson a qual também dirigiu o primeiro documentário do trio chamado Take One.

As melhores cenas são os momentos dos shows, você vê toda a energia e grandiosidade que foi esta turnê, Larson capturou muito bem esses momentos, assim também como a expressão de cada membro do Swedish House Mafia, dá um ar de nostalgia e ao mesmo tempo saudade, qualquer fã do grupo quando assistir essas cenas irão sai pulando, dançando, delirando e cantando de onde está assistindo.

Não se pode esperar que o filme é uma celebração dos últimos momentos dos 3 amigos tocando juntos, o que mais é mostrado é um lado deprimente por de trás das câmeras, de que como o grupo poderia ter continuado se eles sentassem e conversassem para consertar os pequenos erros que futuramente acabou-se virando uma “bola de neve” acarretando no fim do projeto.

Vemos claramente no documentário que o Axwell era o cara que mais se dedicava e era o mais aberto a falar o que sentia sobre o trio, o Sebastian Ingrosso era o comediante e o Steve Angello era aquele que tinha mais estilo e também o mais afastado do grupo. Em uma parte do filme, eles contam de como se conheceram e um pouco de suas carreiras no começo (essas cenas são mostradas através de animações e são engraçadas por sinal), achei que erraram não terem incluído o Eric Prydz na história, pois apesar de os 3 serem o foco, Prydz já fez parte do grupo.

aniemaçoes do ltwb

A pergunta que persistia desde o anúncio da separação em 2012 era: “porque o Swedish House Mafia se separou?”. A esperança e o motivo da maioria das pessoas que assistiram o documentário era de que a pergunta fosse respondida, a “grande” decepção deste filme é de que não há uma resposta concreta sobre essa pergunta e isso deixou que os fãs tirassem suas próprias conclusões a respeito do fim do SHM.

A minha conclusão é de que o motivo do desmembramento seria a falta de comunicação entre eles, os 3 preferiram jogar seus problemas debaixo do tapete para evitarem discussões e guerras entres eles e isso foi prejudicando bastante a relação deles, então preferiram acabar com o Swedish House Mafia para preservar a amizade entre eles, há uma cena onde até é mostrada no teaser que o Ingrosso diz: “muitas coisas aconteceram este ano e a verdade é que, nós não somos mais melhores amigos”.

Steve Angello, Axwell e Sebastian Ingrosso em cenas do Leave The World Behind

Steve Angello, Axwell e Sebastian Ingrosso em cenas do Leave The World Behind

A cena do último show deles que foi realizado no Ultra Music Festival 2013 trás uma sensação de tristeza e de celebrar como se fosse a última festa juntos e realmente era, quem esteve presente no show ou assistiu através do Youtube terá os mesmos sentimentos de quando viu o último show assistindo a este final.

Apesar de todo o sucesso, dinheiro e fama conquistado pelo Swedish House Mafia, assistindo ao documentário percebemos que eles não irão voltar mesmo tendo terminado justamente no auge do grupo e eles não deveriam voltar, pois ambos estão seguindo muito bem suas carreiras individuais e com suas respectivas gravadoras, a amizade entre eles é mais importante e deve ser mantida.

Swedish House Mafia em seu ultimo show no UMF 2013

Swedish House Mafia em seu ultimo show no UMF 2013

Leave The Wolrd Behind é um documentário que deixa algumas perguntas sem responder porém é uma obra obrigatória para todos os verdadeiros fãs do Swedish House Mafia. Mostra muito bem como é o cotidiano dos principais artistas da EDM e de seus egos, é uma obra que onde que não ouve ou não está habituado com a música eletrônica possa assistir.


Tags:, , ,








Post anterior

Beatport anuncia Software de acervo musical

Próximo Post

Entrevista com Flying Buff





Também recomendamos


Mais Histórias

Beatport anuncia Software de acervo musical

Beatport Pro é um gerenciador de musicas especifico para Djs, com poderosas ferramentas de busca o software se destaca dentre...

17/04/2014